Inovação na produção de moldes protótipo

A CODI organiza um evento de apresentação de tecnologias inovadoras de produção de Moldes Protótipo, que terá lugar já no dia 26 de Março.
Cada vez mais, as tecnologias, o aumentoimage da produtividade e a inovação são variáveis que captam o interesse das empresas, dado o ambiente de constante mudança e exigência do mercado. A tecnologia Polyjet, com vantagens demonstradas de custo e rapidez de fabrico de moldes protótipo, além das suas valências na produção de protótipos de alta resolução, apresenta-se como uma excelente solução para a indústria.
Durante este evento, os participantes poderão ficar a conhecer a impressora 3D Objet 500 Connex 3, a única que lhe permite imprimir modelos com múltiplos materiais e múltiplas cores. Permite ainda obter peças com variadíssimas combinações entre os diferentes materiais rígidos, flexíveis e transparentes (materiais digitais) numa só impressão.
A inscrição neste evento pode ser solicitada AQUI ou feita directamente AQUI.

Seminário 3D PRINTING 2.0

image

Estão marcadas as datas para o seminário 3D PRINTING 2.0, uma iniciativa destinada a apresentar as novas soluções avançadas de design e fabrico com tecnologias de impressão 3D. O seminário realizar-se já nos dias

27 de Março, em Leiria, nas instalações da Isicom
3 de Abril, em Lisboa (em local a definir)
10 de Abril, em Aveiro, nas instalações da Isicom

imageNeste seminário, serão divulgadas novidades em impressão 3D Color Jet – agora também em plástico; Impressão 3D Multi Jet, com bi-material e mistura de materiais; Fabrico de grandes dimensões com performance e qualidade SLA; Impressão 3D SLS de peças com qualidades semelhantes a injecção; Impressão 3D Direct Metal numa larga gama de metais e cerâmicas; Opções para impressão 3D de joalharia e próteses dentárias; Impressoras 3D multi-material para o consumidor pro, abaixo de 5.000.
Os participantes poderão adquirir e actualizar informação sobre a escolha da impressora 3D mais adequada para cada aplicação e sobre a evolução futura desta tecnologia.
Para solicitar mais informação sobre o seminário 3D printing 2.0, clicar na imagem.

Gás de xisto impacta mercado do filme de PE

A transformação do gás de xisto nos EUA vai ter um impacto significativo no aumento do consumo e do comércio global de filmes de PE, refere a AMI (Applied Market Information) num relatório publicado em Janeiro. O gás de xisto conduzirá a uma baixa significativa do custo do polietileno e a uma redução do custo da energia necessária para a subsequente produção de filme. É altamente provável que a América do norte tenha custo base do polímero a par com o custo do Médio Oriente, dando origem a que as exportações de filmes de PE a partir da América do norte possam conquistar mercado às exportações do Médio Oriente. Para além de 2018, esta possível vantagem de custo, combinada com a tecnologia, fará com que os produtores americanos de filmes de PE se tornem players mundiais. Outros factores que terão impacto no crescimento da produção de filmes de PE são os investimentos contínuos nas regiões orientadas para a exportação, como o Médio Oriente e o Sudoeste Asiático, bem como o crescimento das classes médias nas regiões menos desenvolvidas.

LEIA O RESTO DA NOTÍCIA

Os sacos de plástico biodegradável são um mito – diz a PRE

"Os sacos de plástico biodegradáveis são um mito" – afirma o prof. Richard Thomson, durante uma audiência pública sobre os sacos de plástico organizada pelo grupo parlamentar The Greens/Free Alliance Group do Parlamento Europeu, no dia 19 de Fevereiro. Durante este encontro, Ton Emans, presidente da associação PRE (Plastics Recyclers Europe) confirmou que mesmo uma percentagem tão baixa como 2% de material degradável no fluxo destinado à reciclagem é susceptível de criar problemas aos recicladores.
De acordo com a PRE, o futuro da Europa está no desenvolvimento de reciclados plásticos de qualidade para produzir novos produtos e não no downcycling e na desinformação dos consumidores sobre a biodegradabilidade e/ou compostabilidade dos produtos no ambiente (incluindo o ambiente marinho). Aludiu ao estudo da EuPC do ano passado que incluiu testes à escala industrial com filmes de PE produzidos com reciclados. Este estudo independente demonstra os problemas causados pelos materiais degradáveis nos fluxos actualmente destinados à reciclagem.

Conferência sobre Reciclagem de Plásticos durante a INTERPACK

imageA associação PRE – Plastics Recyclers Europe está a organizar uma conferência internacional que terá lugar no dia 8 de Maio, durante a feira INTERPACK, em Dusseldorf, Alemanha. A conferência vai reunir os sectores da reciclagem de plásticos, os produtores de embalagens de plástico, empresas de marcas e responsáveis da União Europeia. Representantes da Comissão Europeia e empresários vão debater os temas prioritários do design e da reciclagem de embalagens.
Actualmente, os produtos são frequentemente projectados sem qualquer conhecimento real da sua verdadeira reciclabilidade. Nessas condições, o design tem um efeito negativo no ambiente. Consequentemente, o primeiro passo para reduzir o impacte negativo deve ser dado na fase do design. Durante a Conferência de Reciclagem de Dusseldorf, a PRE vai lançar a plataforma RecyClass para análise de reciclabilidade, a qual será um passo chave para emlhorar a reciclagem de embalagens plásticas. Esta plataforma ajudará os designers de embalagens a encontrar o modo adequado de desenvolver e de avaliar novas criações.
Para obter o programa da conferência, clicar AQUI.Para mais informação sobre esta conferência, clicar AQUI.

Na senda dos polímeros verdes

As gerações futuras vão necessitar de uma estrutura de fornecimento de matérias-primas orientada para a sustentabilidade, o que justifica a aposta da AMI na organização da conferência Greem Polymer Chemistry 2014, que terá lugar nos dias 18 a 20 de Março em Colónia, Alemanha.

As fontes renováveis são uma das tendências para as os principais detentores de marcas a nível global, especialmente os que estão na origem da Iniciativa Agricultura Sustentável, que define normas a que os fornecedores deverão aderir. Isto também é válido para os polímeros de origem "bio", com a exigência de o seu desenvolvimento não dever afectar a segurança das provisões alimentares. Como certificar as credenciais verdes? Leia o resto da notícia

PET: mais reciclagem

A recolha de embalagens PET usadas aumentou 25% em 2013, aproximando-se das 15 mil toneladas. Segundo os dados verificados pela Plastval, a recolha selectiva (ecopontos e porta-a-porta) chegou às 11,6 mil toneladas, com um aumento de 8%, enquanto a recuperação de embalagens nas estações de compostagem e TMB (tratamento mecânico e biológico) aumentou 170%, ultrapassando as 3,4 mil toneladas.
Desde 2015 que a taxa de reciclagem do PET está acima de 25% tomando como referência o consumo global de embalagens PET. Se for calculada apenas para o segmento das garrafas (sobretudo de águas e refrigerantes), a taxa de reciclagem passa para o dobro.

A recolha de embalagens PET na Europa aumentou 5,6% em 2012 mais do que o consumo (cerca de 3%), segundo o apuramento da PCI. A recolha atingiu o total de 1,475 milhões de toneladas na Europa. Destaca-se a evolução da recolha de PET na Alemanha, que aumentou 16%. Ainda não foram apurados os totais de recolha de 2013 na Europa.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.