Contributo dos Plásticos para a Protecção Ambiental

Chris Welton, da associação europeia PlasticsEurope, sintetizou o papel dos materiais plásticos nas políticos e nos resultados ambientais. A PlasticsEurope solicitou um estudo ao Instituto Denkstatt (Áustria) para quantificar o efeito do uso da energia pelas indústrias de plásticos e as consequentes emissões de CO2. “Os resultados são extremamente interessantes”- disse Chris Welton – “A substituição de outros materiais por plásticos reduz o consumo de energia e as emissões. Existem aplicações para as quais não existe alternativa aos plásticos”.

Se os plásticos fossem substituídos, o consumo da energia e as emissões de gases com efeito de estufa aumentariam 46% e 50%, respectivamente. A quantidade de resíduos seria multiplicada por um factor de 3,7.

Graças à redução de peso e espessura e ao desenvolvimento de materiais cada vez mais leves e com propriedades melhoradas, o balanço ambiental dos plásticos é cada vez mais favorável nos sectores da embalagem, do automóvel, da aeronáutica, etc..

O gráfico seguinte evidencia o efeito de “descolagem” (decoupling) entre o consumo de plásticos e a quantidade de resíduos.

image

Ao longo da sua intervenção, Chris Welton apresentou vários exemplos de aplicações de materiais plásticos que permitem aumentos significativos de eficiência energética e reduções não menos significativas de emissões de CO2.

 

Mais informação:

The European plastic industry, a partner in sustainable development