Cabopol: compostos biodegradáveis com tecnologia Coperion

imageA Cabopol (Porto de Mós, Portugal) iniciou a produção do BIOMIND, um novo composto termoplástico biodegradável destinado à produção de artigos domésticos descartáveis, sacos para lixo, embalagens alimentares, sacos de compras, filmes agrícolas e muitas outras aplicações de uso doméstico, industrial e agrícola. Os compostos BIOMIND serão apresentados na K 2010.

 

 

A Cabopol é um dos dez maiores produtores de compostos plásticos da Europa, com uma capacidade de 75 000 toneladas/ano que inclui PVC plastificado e não plastificado, vários elastómeros termoplásticos, compostos retardantes não halogenados e compostos de PP para a indústria automóvel. Com a nova unidade de produção dos compostos BIOMIND – um projecto "chave-na-mão" concretizado pela Coperion (Estugarda, Alemanha), a Cabopol tornou-se o primeiro fabricante ibérico de compostos biodegradáveis. Em Janeiro de 2010 foi iniciada a fase de testes, seguindo-se a etapa industrial.

A nova unidade de produção abrange todas as fases de processamento d todos os materiais utilizados no composto, incluindo ensilagem, transporte, pesagem e doseamento, bem como a produção de compostos (extrusão) com posterior granulação e secagem do granulado. Os produtos fabricados são compostos biodegradáveis com base em poliésteres compostáveis com diversos teores de amido. A alimentação de material é bastante flexível, permitindo a adição de vários componentes diferentes. A extrusora do processo é uma ZSK MEGAcompounder PLUS de duplo sem-fim ZS-B, com alimentação lateral, desgasificação e fieira multifilamentos. Os filamentos saem da fieira para uma tina de água para arrefecimento dos fios, seguindo-se a secagem e granulação. A mesma unidade de controlo-comando EpcNT abrange todos os periféricos. Um modem permite a instalação de actualizações de software, bem como a monitorização à distância da unidade de compostos.

Exclusivamente para o desenvolvimento prévio do produto, a Cabopol adquiriu uma extrusora de laboratório ZSK 26 MEGAcompounder e contou com a experiência adquirida da Coperion para a definição e optimização da geometria do sem-fim helicoidal. As receitas com teor de amido representaram um desafio especial: a área de fusão na extrusora de produção de compostos não só tem que fundir os materiais termoplásticos, como também plastificar o amido não fundível mediante adição de líquido.

A unidade total foi instalada numa estrutura em aço com três andares. O andar superior destina-se à ensilagem de matérias primas nas formas granulado ou pó. Nele se encontram a unidade de silos individuais, quatro estações para esvaziamento de big-bags (uma das quais numa versão ATEX, necessária para garantir a segurança no processamento do amido), uma estação para ensacagem e  a unidade de aspiração central. No nível central encontram-se os doseadores gravimétricos para sólidos, enquanto as unidades de bombagem de líquidos e a extrusora de compostos ZSK MEGAcompounder PLUS se encontram no nível inferior.