Locomotiva alemã ganha velocidade

A indústria alemã de máquinas para plásticos e borracha recuperou da crise mais cedo do que esperava, informa a associação VDMA. O inquérito às empresas do sector apurou um aumento das vendas de 17% em 2010. A K 2010 acelerou a tendência de recuperação, acrescentando-lhe vários pontos percentuais.
As vendas para o mercado doméstico alemão subiram 10%, 1 ponto acima do crescimento das vendas para outros países da zona euro. As exportações alemãs de máquinas para plásticos e borrachas aumentaram 19% a nível global.
No final do ano, as vendas totais chegaram aos 4,5 mil milhões de euros. Embora a recuperação esteja acima das previsões, o valor global da facturação das empresas alemãs em 2010 (4,5 mil milhões de euros) ainda está abaixo do nível de 2008 (5,6 mil milhões de euros).
A locomotiva alemã está, portanto, a recuperar velocidade, mas, como ainda não se conhecem os números de outros países, não se sabe se está a puxar pela economia europeia ou se… vai sozinha. A VDMA fornece outras informações significativas: o maior cliente da indústria alemã é a China, com os EUA num segundo lugar muito distante e a Índia em terceiro lugar.