PlasCork-Automotive – o melhor de dois mundos

Um consórcio formado por  Simoldes Plásticos, a Amorim Cork Composites e PIEP,  lançaram um projecto  “PlasCork-Automotive”, que visa adicionar  as propriedades específicas da cortiça aos componentes plásticos para automóveis, cujo trabalho teve início em 2009 e se prevê ficar concluído até final do corrente ano de 2011 . O projecto abrange a investigação e desenvolvimento de três áreas de aplicações:

1) cortiça como elemento de absorção de energia de impacto (padding), em substituição das soluções actuais baseadas em materiais sintéticos,

2) cortiça como material de isolamento acústico, substituindo as soluções actuais baseadas em materiais sintéticos,

3) cortiça como elemento decorativo de alto valor acrescentado para o design interior de automóveis.

image

 

O novo conceito de padding inclui  desenvolvido com recurso à simulação, usando ferramentas informáticas de análise de elementos finitos. O isolamento acústico envolve o desenvolvido onde se combina a composição do material com a geometria das peças, com o objectivo de reduzir o nível de ruído no interior dos automóveis. A decoração interior com componentes contendo elementos de cortiça requer o desenvolvimento de revestimentos que assegurem a protecção contra a exposição à luz UV. Para cada uma destas aplicações, o projecto PlasCork inclui a análise dos processos produtivos, o desenvolvimento e contrução dos moldes, a produção de protótipos e ainda uma fase de ensaio e validação. Este processo de desenvolvimento integrado e iterativo contempla a divulgação e dessiminação dos resultados (sem prejuízo da protecção de direitos de propriedade industrial).
Para além dos aspectos inovadores e do potencial de abertura de novos mercados e oportunidades para as empresas envolvidas, este projecto promove o lançamento de produtos mais eco-sustentáveis, através do recurso à cortiça natural, o que se enquadra na nova tendência de utilização de materiais verdes na indústria automóvel.

O projecto PlasCork congrega três entidades de referência nos sectores da cortiça e dos plásticos. A Simoldes Plasticos (Divisão de Plásticos), parte do grupo Simoldes, com sede em Oliveira de Azeméis, é um conjunto de sete empresas especializadas no projecto, desenvolvimento e produção de pelas técnicas, maioritariamente para a indústria automóvel, com fábricas em Portugal, França, Brasil e Polónia, e centros técnico-comerciais em França e na Alemanha. Os principais clientes estão situados em Espanha, França, Alemanha, Reino Unido e Polónia. A Simoldes é um dos poucos grupos com capacidade para produzir e fornecer marcas como PSA, Renault, Volvo, VW, Audi, SEAT, Nissan, Toyota, Porsche, Honda, Mercedes, GM, Mitsubishi, Bébéconfort e AmtrolAlfa.

A Amorim Cork Composites, parte do Grupo Amorim, líder mundial do sector, e desenvolve compósitos e materiais para aplicações nos sectores aerospacial, aeronáutico e automóvel.

O PIEP – Pólo de Inovação e Engenharia de Polímeros é um centro de I&D privado que presta serviços de consultoria, desenvolvimento de materiais, desenvolvimento de tecnologia de produto e processamento, bem como serviços de ensaios técnicos para as indústrias de polímeros. Criado em 2001 por algumas das principais empresas de plásticos de Portugal, pela Universidade do Minho, e com o apoio do IAPMEI, o PIEP conta com um grupo alargado de membros associados (transformadores de plásticos, fornecedores de equipamentos, fabricantes de moldes, produtores de compostos e fornecedores de matérias-primas). Sediado em Guimarães, no campus da Universidade do Minho e com estreita ligação com o Departamento de Engenharia de Polímeros, o PIEP emprega actualmente 30 pessoas com currículo académico e experiência de I&D nas áreas da ciência de polímeros e da engenharia.