BASF aumenta capacidade para EPS

imageA BASF planeia aumentar a capacidade do material de isolamento e m poliestireno expandido (EPS) Neopor®, na sua fábrica de Ludwigshafen (Alemanha) em etapas de 60 000 toneladas/ano, entre Dezembro de 2011 e Outubro de 2013. O EPS cinza Neopor é uma "versão avançada" do EPS Styropor®. A adição de partículas de grafite está na origem da côr cinza e do desempenho de isolamento até 20% acima do EPS branco.

O aumento de capacidade será atingido através da expansão da unidades de produção actuais; este é o segundo aumento da capacidade de produção do Neopor em Ludwigshafen num período de três anos. Em 1998, a BASF foi o primeiro produtor de EPS a incluir uma material de isolamento cinza no seu portefólio. A tendência internacional para a adoptação de materiais de isolamento de alta eficiência, particularmente para aplicações exteriores, continua em destaque. O isolamento térmico é reconhecidamente um dos principais factores para a redução das emissões de CO2, necessária para corresponder aos objectivos da legislação cada vez mais exigente em matéria de economia de energia. O Neopor é usado quer em construção nova, quer em remodelação de edifícios e presta um contributo significativo para a protecção climática. Na Alemanha, cerca de 30% de todos os materiais de isolamento baseados no EPS são usados em edifícios novos. A remodelação de edifícios absorve a maior fatia – 70% e as previsões apontam para o aumento desta quota para 75% em 2012.

O granulado cinzento Neopor é uma versão avançada do Styropor que contém parículas especiais de grafite que reflectem a radiação como um espelho e que reduzem a perdas de calor dos edifícios. O granulado é expandido pelos clientes da BASF e transformado em placas ou peça moldadas para isolar fachadas, coberturas e pavimentos.