Plásticos reciclados para contacto alimentar

A Comissão Europeia vai comparticipar financeiramente na investigação ao abrigo do 7º Programa Quadro para desenvolver processos e procedimentos de qualidade para a valorização de plásticos reciclados para aplicações de contacto alimentar. O projecto de três anos, iniciado em Novembro de 2011 e designado SupercleanQ, envolve um consórcio que reuniu um financiamento de 1,916,300 euros para desenvolver ferramentas de controlo de qualidade e procedimentos para os processos de reciclagem de plásticos destinados a aplicações de contacto alimentar. As ferramentas serão aplicadas a novos processos para a reciclagem de PET colorido e multi-camadas em aplicações de contacto alimentar que não podem ser concretizadas nas actuais instalações de reciclagem de PET. Os resultados do projecto irão acelerar o desenvolvimento de novos processos para alargar o mercado dos materiais aptos para contacto alimentar e fornecer garantias de qualidade para os transformadores e utilizadores finais, ultrapassando as actuais barreiras à expansão do mercado dos reciclados.
Os principais avanços esperados, relativamente à situação actual, são os seguintes:

– um ensaio post-mercado para validação de reciclados para contacto alimentar, com 100% de fiabilidade;
– um processo de validação pós-processo para garantir a eficácia dos processos de reciclagem para aplicações de contacto alimentar, com 100% de fiabilidade;
– desenvolvimento de um processo para reciclar 70 000 toneladas por ano de PET colorido e multi-camadas, de forma a obter um reciclado apto para contacto alimentar;
– monitorização em linha para controlo de qualidade e identificação de contaminantes resultantes de aditivos oxodegradáveis, polímeros biodegradáveis, bisfenol A e outros contaminantes tolerados para aplicações não alimentares.
O consórcio SupercleanQ, que vai investir um total de 2,4 milhões de euros neste projecto, é formado por 12 organizações europeias: The British Plastics Federation (Reino Unido), Universidade de Exeter (Reino Unido), Smithers Rapra (Reino Unido), Assocomaplast (Itália), Aliplast (Itália) e Dentis (Itália), European Plastic Converters, Comité Europeu de Normalização (com apoio da Bélgica), Machinefabriek Otto Schouten (Holanda), S+S Separation and Sorting Technology (Alemanha), Extricom (Alemanha) e o Instituto Fraunhofer (Alemanha). Para mais informação sobre o projecto SupercleanQ, visitar o site do projecto ou contactar o Sr. Mr. Girolamo Dagostino.