Escassez de acrilonitrilo

A China é o principal importador de acrilonitrilo, matéria-prima necessária para a produção de ABS, poliacrilonitrilo e elastómeros de nitrilo. A procura global de acrilonitrilo tem vindo a aumentar nos últimos dez anos, e a região Ásia-Pacífico representou 73% dessa procura em 2011, dominando o mercado. A produção na China beneficia dos baixos custos e esta vantagem deverá continuar a influenciar a procura nos próximos anos. Daí o interesse do aumento da capacidade produção de acrilonitrilo na China, para reduzir a sua dependência das importações. No entanto, as alterações da produção nos EUA estão a originar escassez de acrilonitrilo no mercado global, incentivando a procura de novos processos de ‘cracking’ a partir de gases naturais. O propileno é a principal matéria-prima para a produção de acrilonitrilo mas, nos anos mais recentes, o aumento da utilização de gás de xisto nas fábricas de algumas regiões alterou a dinâmica da indústria. A matéria-prima actualmente usada nos ‘crackers’ proporciona um teor de etileno mais elevado, com a consequente diminuição do propileno. Os produtores visam agora uma tecnologia distinta para produzir propileno, mas com custos comparáveis ao processo tradicional de obtenção de propileno como subproduto de craqueamento do etileno. Até agora, no entanto, as alternativas não surgiram e, por conseguinte, é previsível a escassez de acrilonitrilo nos próximos tempos.
A procura global de acrilonitrilo passou 4 427 469 toneladas (2000) para 4 696 141 toneladas (2011). As previsões apointam para um crescimento médio anual de 4,1% entre 2011 e 2020, anpo em que a preocura deverá atingir 6 757 081 toneladas.

Fonte: Acrylonitrile Global Market to 2020– Household appliances and Electronics Sector to Drive Acrylonitrile Butadiene Styrene (ABS) Growth, Polymeric Applications Propel Polyacrylonitrile Demand from Asia-Pacific; GBI Research, 2012.