Índia é o 3º mercado de polímeros

A Índia é actualmente o 3º maior consumidor de polímeros a nível mundial, logo a seguir à China e aos EUA, com uma quota de 5,7% do mercado global mundial em 2011 (contra 3,5% no ano 2000), indica a GlobalData num estudo recente. O consumo per capita de plásticos passou de 1 kg (1980) ara 7,4%, ainda abaixo da média mundial. Entre 2000 e 2011, o consumo de polímeros na Índia aumentou 9,1% por ano, enquanto o PIB cresceu 7,6% por ano.
A fabricação de produto plásticos deverá crescer de 7,4 Mton (milhões de toneladas) em 2011 para 11,5 Mton em 2016 (9,4% por ano). PE, PP, PVC, PET e SBR representam mais de 90% da capacidade actual.
A agricultura é um dos sectores mais relevantes para o aumento do consumo de plásticos. O programa de micro-irrigação, iniciado em 2003, atingiu uma área total de 1,79 M ha, com um investimento total de 450 M USD. Para os próximos cinco anos, a área de micro-irrigação deverá aumentar para 10 M ha, alavancando a procura de plásticos para 0,5 Mton por ano (0,4 Mton das quais PE). Para além dos investimentos na micro-irrigação, a Índia tem 22 explorações agrícolas denominadas ‘Precision Farming Development Centers (PFDCs)’, que incluem técnicas agrícolas que envolvem plásticos.
A embalagem é ainda o maior sector consumidor de plásticos, representando mais de metade da procura. Graças à tendência de aumento de do poder de compra interno e das exportações, a indústria de alimentos processados da Índia deverá atingir o valor de 30 mM (milhar de milhão, ou "bilião", na escala curta) USD em 2015.
A indústria automóvel duplicou a sua produção, de 9,5 M de unidades em 2006 para 18,2 M unidades em 2011, com o consequente aumento do consumo de PP e SBR.
Para além do consumo interno, a Índia também duplicou as exportações de produtos plásticos transformados, de 1,1 mM em 2006 para 2,3 mM em 2011.