Reciclagem do PET sob ameaça na Europa

A indústria europeia de reciclagem de PET está ameaçada por falhas de mercado estruturais, afirma a EuPR (Plastics Recyclers Europe. As actuais infra-estruturas de recolha atingiram o seu limite e a recolha de garrafas PET está a estagnar em cerca de 50%, enquanto a parte restante é ainda destinada aos aterros e incineração.

image

" A Europa não está a maximizar o uso sustentável de um recurso valioso como o PET pós-consumo" – disse Casper van den Dungen (presidente do grupo de trabalho do PET na associação EuPR). Devido à redução de peso e à complexidade do design das garrafas, os custos médios de reciclagem aumentaram substancialmente nos anos mais recentes. Esse aumento de custos não pode ser compensado por economias de escala.
A procura de PET reciclado (rPET) tem aumentado nos últimos anos e conduziu a um aumento significativo dos investimentos em linhas de reciclagem. Segundo Casper van den Dungen, "o efeito combinado das falhas de mercado faz com que as fábricas estejam a laborar bem abaixo de 75% da sua capacidade". Por outro lado, o previsível aumento dos direitos anti-dumping do PET virgem pode também contribuir para piorar a situação da indústria europeia. "Até hoje, o PET tem sido um sucesso indiscutível e um exemplo de desenvolvimento sustentável. Pode continuar a sê-lo no futuro se a recolha aumentar e se o PET virgem tiver um mercado adequado" – refere o mesmo responsável.