Máquinas alemãs com aumento de vendas

Os construtores alemães de máquinas para as indústrias de plásticos e borracha esperam aumentar as vendas em 3% em 2014 (cerca de 7 mil milhões de euros) e 4% em 2015 (cerca e 7,3 mil milhões de euros), indica a associação VDMA.

imageUlrich Reifenhäuser, Chairman da associação de construtores de máquinas para plásticos e borrachas, explica: "durante a K 2013, a Associação previu um aumento de 6% para 2014. Com base nos dados dos últimos seis meses, e na melhoria significativa dos resultados de 2013, a previsão para 21014 foi revista em baixa". Em 2013, as vendas de máquinas alemãs registaram um aumento de 3,9% e as exportações aumentaram 4,3%, atingindo valores recorde.

As vendas para clientes não alemães deverão registar aumentos moderados em 2014 e 2015. "As perspectivas para os dois principais mercados de exportação, a China e os EUA, continuam positivas, mas a um ritmo menor", confirma Thorsten Kühmann, managing director da mesma Associação. "No entanto, a tendência das entregas para a Rússia, Brasil, Turquia e Índia é claramente negativa. Na Rússia, o terceiro maior mercado dos últimos anos, os efeitos potenciais da crise política da Ucrânia ainda não se fizeram sentir".

Foram identificados alguns pontos fracos no que respeita às vendas no mercado doméstico alemão, mas o nível de vendas tem vindo a ganhar balanço ao longo de vários meses, com taxas de crescimento superiores às da exportação. "Trabalhamos com o pressuposto de, dado o aumento geral dos investimentos em fábricas e equipamentos, esta evolução continue em 2909014 e 2015, dando à indústria um grande estímulo", confirma Ulrich Reifenhäuser.

As exportações alemãs de maquinaria para plásticos e borracha aumentaram ligeiramente a sua quota: quase um quarto (24,5%) das exportações globais diz respeito a máquinas fabricadas na Alemanha. A China está em segundo lugar, com uma quota de 12,35, o Japão vem em terceiro lugar com 9,9% e a Itália em quarto, com 9,1%.