Conferência AMI sobre Aditivos para Poliolefinas

imageAs poliolefinas lideram os mercados globais de plásticos comuns em volume e em diversidade de aplicações e funções. Noru Tasalic, da AMI Consulting vai sublinhas as tendências de mercado na próxima conferência internacional sobre aditivos para poliolefinas e sobre produção de compostos. A conferência vai realizar-se nos dias 20 a 22 de Outubro, em Colónia, Alemanha.
Os tubos de polietileno continuam a ganhar quota de mercado no sector da construção, os filmes agrícolas estão a mudar a produção nas regiões áridas, o polipropileno é cada vez mais usado na produção de embalagens,maximizando a protecção de alimentos e minimizando os resíduos, e no sector automóvel, as poliolefinas continuam a reduzirpeso e a substituir metais. As diferentes propriedades do PE e do PP são obtidas através da selecção criteriosa dos graus, aditivos, reforços e métodos de processamento. A A. Schulman está a rever o modo de produzir compostos de PP de modo a obter determinadas propriedades e a Lummus Novolen Techniology estudou a forma de obter funcionalidades avançadas para o PP. Existem actualmente várias utilizações de compostos de PP em larga escala, especialmente bno sector automóvel e a Leistritz Extrusionstechnik tem novo equipamento para aumentar a escala do processo de composição, enquanto a Automatik Plastics Machinery disponibiliza tecnologia de topo para a peletização.

A Polykemi (Suécia) desenvolveu um PP reforçado com talco para reduzir o peso em aplicações auto. Para aplicações interiores, a Sinopec (China) estudou formulações de aditivos para minimizar as emissões de COVs (compostos orgânicos voláteis) do PP. Para aplicações exteriores, a Croda focou a sua atenção nos aditivos destinados a assegurar a resistência ao risco. A Kaerntner Montanindustrie fornece minerais funcionais que também podem ser usados para melhorar a resistência ao risco, juntamente com a redução da deformação e com o reforço. Este ano, há também novos desenvolvimentos em minerais, incluindo uma nova pirofilite da Trinity Resources (Canadá).

A conferência da AMI vai juntar especialistas da indústria para debater os compostos e resinas para um vasto leque de aplicações, desde os cabos até aos filmes de embalagem. A Kabelwerk Eupen vai descrever os desenvolvimentos recentes em retardantes e a Cytec vai debruçar-se sobre os estabilizantes, que são críticos para aplicações no sector da construção. A Borealis Polyolefine vai examinar o modo de gerir as propriedades óticas dos dfilmes transparentes através de uma composição criteriosa. Aditivos poliméricos como os ionómeros podem melhorar os compostos, como ´+e o caso dos produtos da Cray Valley e da Arkema. Este ano, haverá um foco especial na estabilização, que assegura durabilidade e melhoria de desempenho. A BASF reviu os estabilizantes para usos específicos, a DDover Chemical desenvolveu novos estabilizantes poliméricos-fosfite libres de alquilfenol e a Addivant tem novas soluções para PELBD. Na Ásiam, a Songwon tem novos estabilizantes de alta performance, enquanto a Everpring Middle East vai levara esta conferência mais uma perspectiva.

A sustentabilidade é um aspecto chave para o futuro da indústria de plásticos, e será o tema de uma comunicação sobre a composição e o desempenho de reciclados da Quality Circular Polymers (QCP), nova empresa holandesa no sector da reciclagem. A legislação europeia aponta para o aumento das taxas de reciclagem de materiais usados como as embalagens, os artigos eléctricos e os veículos. Por isso, este tópico está na ordem do dia.

Para mais informações sobre esta conferência, clicar AQUI.