Oportunidades e desafios: elevado potencial de crescimento

A APIP vai voltar a promover ações de formação, apostando sobretudo em formação prática. “É preciso trazer as pessoas para junto das máquinas e assegurar uma formação eminentemente prática” – afirmou Pedro Colaço. A formação faz parte da aposta no conhecimento, lado a lado com as ligações à investigação e à universidade.

As restrições do crédito, os custos da energia, a falta de recursos humanos qualificados e a dependência dos fornecedores de matéŕíáś-primas são os principais desafios da indúśtria transformadora de pláśticos. As prinipais oportunidades são o aproveitamento do conhecimento científico e técnico, as perspectivas de crescimento do consumo de plásticos, o desenvolvimento de novas aplicações e o elevado potencial de internacionalização.