Bioplásticos em Valência

imageA procura de materiais de origem renovável deverá duplicar entre 2014 e 2019, ano em que serão necessários 1,4 milhões de hectares para a sua produção, sem competir com a área necessária para o cultivo de alimentos, próxima dos 1240 milhões de hectares. A estimativa foi adiantada por Constance Ißbrücker, da European Bioplastics, durante o Seminário Internacional sobre Biopolímeros e Compósitos Sustentáveis, realizado nos dias 1 e 2 de Março, em Valência (Espanha).
Organizado pelo AIMPLAS, o seminário reuniu mais de 170 profissionais e atualizou a informação sobre as aplicações dos bioplásticos para embalagem alimentar, equipamentos de desporto e para o setor automóvel. Materiais inovadores como o óleo de rícino, a cana de açúcar, o milho e o soro de leite já estão a ser utilizados em aplicações como pranchas de surf e snowboard e também nos setores automóvel e da construção, bem como em embalagens de alta barreira e embalagens alimentares de alta resistência térmica. Durante o seminário de Valência, a BASF apresentou as cápsulas dos Cafés Novell,image a Renault fez uma apresentação sobre o potencial dos biocompósitos no sector automóvel e o Instituto API referiu os desenvolvimentos de biopolímeros para impressão 3D e para o fabrico de cordas para agricultura e redes de pesca. O AIMPLAS apresentou os resultados do projeto OSIRYS, dedicado ao desenvolvimento de biocompósitos para fachadas e divisórias para melhorar a qualidade do ar.
O seminário internacional analisou também as normas que atualmente regulam a utilização de biopolímeros a nível industrial, bem como a biotecnologia e os processos naturais de produção de biopolímeros como a fermentação ou a partir de micro-organismos.

Anúncios

3D fab+print: fabricação aditiva na K 2016

Dificilmente uma tecnologia atrai atualmente tanta atenção quanto a fabricação aditiva, também chamada fabricação generativa ou impressão 3D. Os processos de fabricação aditiva estão a causar animação nas áreas do design e da embalagem, das indústrias automóvel e aeroespacial, bem como nas tecnologias médica e dental e na engenharia de máquinas. Os processos prometem grande liberdade de design e permitem fabricar componentes individuais com geometrias e estruturas complexas. A apresentação na K 2013 feita por vários transformadores de plásticos chamou a atenção para o potencial da fabricação aditiva para a produção de peças com termoplásticos. Entretanto, as tecnologias amadureceram ao ponto de poderem hoje complementar ou mesmo substituir os processos de produção convencionais, especialmente nas aplicações afetadas pelas tendência para o aumento da frequência de mudanças de formato e ou de personalização de produtos. A Feira de Dusseldorf criou a marca 3D fab+print há 3 anos para focar especialmente este tópico. A K 2016 trará oportunidades alargadas para os visitantes explorarem as possibilidades e limites da fabricação aditiva.

O ponto de encontro 3D fab+print no pavilhão 4 será a localização central para informação sobre estes tópicos. Para esta apresentação, a Feira de Dusseldorf estabeleceu um acordo de cooperação com a KCI Publishing BV, consultora de informação e comunicação com sede na Holanda. Os fornecedores e utilizadores de tecnologia, os expositores e visitantes, os visionários e os praticantes, podem encontrar-se, trocar informações e fazer com que este tópico avance.
Para além do ponto de encontro, estão previstas apresentações e debates aprofundados sobre este tópico, que terão lugar na quota-feira, 20 de outubro e na segunda-feira, 25 de Outubro, das 9.00 às 12.30. Os seminários 3D fab+print, também organizados pela KCI, focarão as atenções nos desenvolvimentos de materiais e dos métodos usados nos processos de fabricação aditiva, incluindo as melhores práticas, cenários de aplicação, potenciais de mercado e custos. Contarão com os contributos de fabricantes como Stratasys, Arburg, Proto Labs e EnvisionTec, bem como especialistas da área da investigação e da ciência. Cada uma das apresentações de 30 minutos será seguida por uma sessão de perguntas e respostas. As apresentações de quinta-feira, 20 de outubro, serão moderadas pelo  Prof. Dr.-Eng. Gerd Witt, regente da cadeira de Tecnologia de Fabricação da Universidade de Duisburg-Essen. No dia de abertura da K 2016, 19 de outubro, haverá uma apresentação no Pav. 6 com o título "Fabricação Aditiva para Individualizar Produtos de Série", integrada no tópico ‘Industry 4.0’ do tema "Plastics Shape the Future".
A fabricação aditiva estará também disponível para ser vista, tocada e experimentada no FabBus "Wolfgang" estacionado em frente ao Pavilhão 3 durante a K 2016. O antigo autocarro de dois andares de Berlim foi transformado, com financiamento da UE, num laboratório móvel pelo GoetheLab da Universidade de Aachen de Ciências Aplicadas. O "Wolfgang" apresentará as descobertas científicas mais recentes no campo da fabricação aditiva, do laboratório para a exposição, para tornar a tecnologia mais compreensível e acessível. O andar inferior do FabBus terá uma exposição de peças e componentes fabricados pelos métodos usuais de fabricação aditiva. O andar superior terá oito postos de trabalho com computadores CAD e impressoras 3D onde os visitantes poderão desenhar os seus objetos, imprimi-los em 3D e… levá-los consigo.
Finalmente, vários expositores da K 2016 irão apresentar muitas outras inovações no campo da fabricação aditiva. A Feira de Dusseldorf vai incluir esses expositores num brochura para distribuir aos visitantes.

PORTUGAL 3D

imageA BEEVERYCREATIVE, o CENFIM, o IPCA e a FEUP associaram-se para criar a plataforma PORTUGAL 3D, com o objectivo de promover a impressão 3D (fabricação aditiva) e as tecnologias relacionadas (modelação 3D; scan 3D;…). As actividades da plataforma PORTUGAL 3D incluem serviços de formação imageprofissional, a organização de um evento dedicado à impressão 3D (concretizado em Maio) e ainda uma plataforma digital com conteúdos em português.               A plataforma PORTUGAL 3D já tem página na internet  e no Linkedin. Para solicitar mais informações, clicar AQUI.

Dimlaser apresenta Sinterização Laser

A Dimlaser apresenta, durante a Semana da Tecnologia do CENFIM, um seminário técnico dedicado ao tema “Sinterização a Laser de Metais – LASERCUSING®”.

imageA empresa irá descrever as características e vantagens do processo e os tipos de tratamentos possíveis. Serão ainda apresentados diversos casos de estudo emblemáticos.

A Semana da Tecnologia irá decorrer de 11 a 14 de Maio nas instalações do CENFIM, na Trofa, e contará, nos dias 12, 13 e 14, com várias apresentações técnicas com interesse para a indústria de moldes e plásticos.

A participação é gratuita, mas obriga a uma inscrição prévia.

O seminário “Sinterização a Laser de Metais – LASERCUSING®” irá decorrer entre as 18:00 e as 19:30 do dia 14 de Maio. Para assistir, contacte a Dimlaser clicando AQUI.