Não se disse tudo sobre o mundial de futebol da África do Sul.

O que a comunicação social não disse, vai sair na próxima REVIPLAST!

Plásticos no mundial?
Não, não vamos falar das vuvuzelas…

A REVIPLAST vai falar da arquitectura dos estádios sul-africanos, onde se revelou o enorme potencial das placas de policarbonato no sector da construção e decoração urbana.
$R9M26ZZ Também vai falar da forma como os aditivos anti-UV protegem as cores das cadeiras dos estádios.

E também vai falar de um negócio de elevado potencial, sobretudo para regiões com falta de água: a relva artificial. Muito antes de os "fora de jogo" serem assinalados por "chips", já a relva artificial estará nos estádios oficiais e em numerosos arranjos urbanos e paisagísticos.

Não fique fora de jogo, leia a REVIPLAST!

A próxima edição impressa antecipa algumas das novidades da K 2010. Não perca esta edição. Subscreva hoje mesmo a REVIPLAST e estará entre os primeiros a receber a informação!

CLIQUE AQUI

Anúncios

LUVOCOM® com um toque de cor

image A Lehmann & Voss & Co. (Hamburgo, Alemanha) conseguiu adicionar côr aos compostos LUVOCOM© reforçados com fibra de carbono. A utilização de materiais reforçados coloridos é útil para distinguir peças similares fabricadas em materiais diferentes ou para distinguir entre lados esquerdo e direito em processos de montagem.

Masterbatch para absorção UV

Por razões económicas e ambientais, as embalagens têm espessuras cada vez menores. Um dos obstáculos à utilização de embalagens flexíveis e transparentes é a necessidade de preservar os produtos alimentares dos efeitos da exposição aos raios UV. Descoloração, perda de sabor e valor nutritivo são alguns dos efeitos que levam a escolher embalagens opacas e/ou rígidas. A alternativa é usar materiais de embalagem flexíveis e transparentes mas com propriedades de absorção da radiação UV. Neste caso, os filmes são produzidos com um aditivo específico, um masterbatch UVA (ultraviolet light absorber). A Ampacet, produtor de masterbatches para plásticos, anunciou recentemente um novo aditivo UVA  capaz de filtrar luz UV entre 280 e 380 nm. Como é mais eficaz comparativamente aos aditivos disponíveis no mercado, requer uma menor quantidade, o que diminui os problemas relacionados com a migração.
O novo masterbatch UVA baseia-se em ingredientes aprovados pela FDA e conformes com a legislação norte-americana em matéria de segurança e contacto alimentar.